Logo Loading

0.00 

A Impureza do Sentido

Quatro narrativas breves de quatro jovens escritores – Hélio Sequeira, Maria Kopke, Bruno Mourato e Ana C. Rafael. Ilustração de Jorge Caseirão e prefácio do compositor Nuno da Rocha. Posfácio e edição de Ângela Correia.

PDF
Partilhar

Meet The Author

O quarteto de narrativas breves deste livrónico é atravessado pelo famoso Helikopter-Streichquartett de Karlheinz Stockhausen. O artista plástico Jorge Caseirão, que, sem conhecer as narrativas, ilustrou o livro a partir do mesmo quarteto de cordas e quatro helicópteros, usou um método peculiar: uma batedeira de bolos, a que atou um conjunto de minas de carvão. Assim conseguiu produzir os efeitos de movimento e suspensão que algumas narrativas referem também. O leitor curioso poderá ver Caseirão a produzir (com som) um desenho aqui.

E toda esta aventura começou na leitura de um artigo de M.S. Lourenço sobre a impureza que o recurso à linguagem verbal, provida de sentido, traz à literatura, por oposição à música. O compositor Nuno da Rocha, que prefaciou o livro, oferece ao leitor a perspetiva de quem se afastou para a música, precisamente pela impureza do sentido. De quem vê na criação uma guerra fatal, graças à qual, porém, somos um pouco mais que poeira.

O livrónico tem ainda um posfácio de Ângela Correia, que assina também a edição.

Avaliações

Não existem opiniões ainda.

Seja o primeiro a avaliar “A Impureza do Sentido”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *