Logo Loading

O Monumento de Mafra Guia Ilustrado

Reedição de Guilherme Abreu | Inês Garcez | Manuel Paulo | Rebeca Pereira | Rodrigo Branco

Revisão de Cristiane Oliveira

Coordenação de Ângela Correia

(Downloads - 421)

PDF
Partilhar

Meet The Author

«Sem o menor desanimo, que jámais acompanhou, a Provincia, seguia-se a lucta em 1711 quando a falta de successor ao throno, então occupado por D. João V, começava a preoccupar a côrte e a não menos inquietar o monarcha, consorciado havia tres annos. Azado era o momento para empenhar a palavra d’El-Rei, e a ideia de um voto a Deus para a fundação de um convento em Mafra, foi annunciada na côrte como divinamente efficaz na regia esterilidade.

O sobrenatural da ideia e as virtudes de quem lembrou (Fr. Antonio de S. José, padre da Provincia da Arrabida, natural da villa de Chelleiros), actuaram nos reaes espíritos, e a palma da victoria foi emfim conquistada pela Ordem Franciscana.

Em Dezembro de 1711 nascia D. Maria Barbara rainha que foi de Hespanha, a primogenita dos filhos de D. João V e de D. Maria Anna de Austria, e logo a Provincia da Arrabida, certa da observancia do voto, mandou estabelecer em Mafra um convento provisorio nas casas de Albergaria e Capella do Espirito Santo, de ha muito aproveitadas nas suas missões annuaes.»

 

Índice

Nota Editorial

Noticia historica

Descripção

Basilica

Sacristia da basilica

Casas da fazenda

Zimborio

Torres

Palacio

Bibliotheca

Convento

Terraços. Mezzaninos

Canalisações. Esgotos

Cerco, Horta e Tapada

Villa de Mafra

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “O Monumento de Mafra Guia Ilustrado”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *