Logo Loading

A Bibliotrónica Portuguesa acaba de publicar mais uma reedição: Inocente, de Virgínia Castro e Almeida. Escritora portuguesa que viveu entre a segunda metade do século XIX e a primeira metade do século XX, Virgínia de Castro e Almeida é conhecida pela literatura infantil que criou, e também pela ligação ao cinema, na qualidade de produtora e realizadora. É também um dos casos de escritoras portuguesas esquecidas do grande público. Inocente, cuja publicação inicial data de 1916, foi um dos poucos livros que escreveu para o público adulto.

Os editores responsáveis pela reedição para a Bibliotrónica Portuguesa explicam assim a escolha que fizeram:

A decisão de reeditar este livro foi determinada pela surpresa que nos causou a violência dos acontecimentos narrados, os quais pensamos terão ferido suscetibilidades, na época em que o livro foi publicado.

Com esta reedição, a Bibliotrónica Portuguesa espera contribuir para o reencontro entre o grande público e uma escritora potuguesa, que não merece o esquecimento.

Devemos um agradecimento às voluntárias Madalena Fernandes e Marília Andrade, que asseguraram a revisão desta reedição.

Comments(3)

  1. Boa iniciativa mas com vários problemas ao nível técnico.
    Existe ainda um erro de opção por na escolha do PDF como formato de exportação único.
    PDF é para ler em computador, não é adequado a tablet ou ereader.
    Por favor comecem a fazer exportação dos ebook também em formato ePub.
    Ou então libertem o formato de paginação original (no caso foi o Word2003) para que outros o possam exportar sem problemas (de PDF para epub não é uma via sem erros) !

    Notas:
    – é necessário colocar uma capa para o livro de forma a ter o título na primeira página (atualmente tem apenas o autor e os editores).
    – Usem sempre como capa uma imagem de capa (que até está disponível como imagem no site mas não no PDF)
    – Adicionem metadados!

    1. Muito obrigada pelos seus comentários, que teremos certamente em consideração em próximas edições. Se algum dia quiser oferecer-se como voluntário da Bibliotrónica ([email protected]), poderemos certamente fazer um bom avanço tecnológico. E muito gostaríamos…

      1. Sem problemas. Mandarei email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *