Logo Loading

Swann está apaixonado por Odette. Um solavanco da carruagem permite a Swann enterrar no decote de Odette umas catleias que possivelmente se tinham desprendido. Esta cena é lírica e cómica. Swann faz sorrir, rir.

É assim que Swann e Odette começam a namorar. Mais tarde hão-de chamar fazer catleia a fazer amor. Genette investigou se Proust escreveu catleia, catleya ou cattleya. «Écrire catleia» é a meu ver tão bonito e tão cómico como a cena das catleias de Proust.

No hotel em Balbec, o narrador vai fechado no elevador com o ascensorista que está muito constipado. O ascensorista tosse e cospe exageradamente de propósito. Diz que pode ser tosse convulsa. O narrador sofre de asma, tem medo do contágio.

M.S. Lourenço escreveu: «o verdadeiro realista é Marcel Proust e não Bertolt Brecht». Proust é cómico como os filmes cómicos e é libertador como Brecht não é.

Adília Lopes

[email protected]

Lisboa, dia de Santo António de 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *