Logo Loading

Mel de Amor é o terceiro original publicado na Bibliotrónica Portuguesa. Trata-se de uma narrativa histórica de amor e mistério, escrita por Ana Sofia Veigas e ilustrada por Tiago Alves. A articulação entre texto e imagem foi pensada de modo a que a ilustração antecipasse sempre o momento em que o texto a esclarece. Quando o esclarecimento acontece, a imagem é substituída por nova imagem, que procura incitar a curiosidade do leitor, até novo esclarecimento proporcionado pelo texto. E assim sucessivamente, até ao fim.

A Bibliotrónica espera que o cuidado posto na edição e paginação deste livro ajude a cativar ainda mais leitores para os autores do texto – Ana Sofia Veigas – e da ilustração – Tiago Alves –, que muito merecem o aplauso e a atenção de um público cada vez mais alargado. Deixamos aqui o início de Mel de Amor, esperando que ele sirva de convite à leitura de um livro muito especial:

Eram as calendas de Maio. A tarde estava soalheira, suave e lânguida, envolvendo o peristilo de doces colorações. Lavínia, que apreciava nas tesselas a figura de um centauro marinho, cogitava sobre a família. Marcus, seu esposo e senhor, pretor da cidade, tinha sido designado pelo senado em Roma para alto funcionário da província imperial Lusitânia, havia quatro anos, e estabelecera residência em Conímbriga.

One Comment

    • Luís Bárbara

    • há 6 meses

    Boa Noite,

    Gostei bastante do conto/novela. A Dra. Ana Sofia Veigas escreve com uma ortografia de antes de 1990, e fica muito bem com os trechos latinos e as palavras próprias em latim. Mas não está ao alcance da maioria dos leitores de português. Não veja isto como uma crítica mas como uma constatação. Para um público menos “douto”, talvez um léxico no final fosse o suficiente e poria o texto ao dispor de um público mais vasto e dar-lhe-ia uma maior abrangência linguística

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *