Logo Loading

Tags: Ângela Correia

Novidades | Crítica editorial | Crónicas | Narrativas breves

Guinada de saudades, por Ana Rita Sintra

Na altura não liguei muito. O que diria o meu pai se eu lhe dissesse que andava a imaginar coisas no trabalho? Ele até é muito querido comigo, exceto quando parece que estou a dar desculpas para não fazer a ponta de um corno. Aí, sim, é um ver se te avias. Por isso, tentei […]

Ler mais

Outubro, por Luís Ramos

«No início, Deus disse que se fizesse luz». Mas de onde proviria a luz que deveria ser dada aos nossos olhos? Este facto permanece vago, quando se trata de determinar propriedades de elementos abstratos que não conseguimos compreender. No entanto, quando nos aproximamos do concreto, é possível identificar um lugar. No caso do senhor Silva, […]

Ler mais

Os Invulgares

O nome não lhes vem de um qualquer gosto pela bizarria, mas da fuga consistente à emoção facilitada pela escrita criativa hábil, habilidosa ou dócil, que se tornou vulgar. Os Invulgares são, por enquanto, a Ana Rita Sintra, o Luís Ramos e o Mário Nascimento, e o blogue da Bibliotrónica Portuguesa vai passar a publicá-los […]

Ler mais

Ama. A Importância de um Nome no Conhecimento sobre os Trovadores Medievais Galego-Portugueses

Nos últimos dias de 2016, a Bibliotrónica Portuguesa publicou mais um livro na Coleção Ciência: Ama. A Importância de um Nome no Conhecimento sobre os Trovadores Medievais Galego-Portugueses, de Ângela Correia. Vinte anos depois do primeiro artigo dedicado à discussão entre trovadores desencadeada por Joam Soares Coelho com cantigas de amor dedicadas a uma mulher […]

Ler mais

Enganos, de Ângela Correia

Enganos, de Ângela Correia, foi publicado, pela primeira vez, em 1997. No Jornal de Letras, Artes e Ideias, Fernando Venâncio dedicou-lhe na altura uma crítica que dizia assim: Uma casa editorial jovem (tem cerca de três anos), uma autora sem obra conhecida – e um livro invulgar. Tem, pois, de sublinhar-se a aparição deste volume, […]

Ler mais
1 2